Get Adobe Flash player

Covid 19

covid 19...O Inimigo Invisível 

Acabámos o último post com  a frase: "o combóio' não pode parar...

Longe estávamos de imaginar que ... PAROU mesmo!

O Planeta, qual cenário do mais apocalítico filme de ficção científica, vê-se em apuros com um inimigo que, para além de traiçoeiro e super 'inteligente', tem a particularidade de não se ver: passa as trincheiras, vegeta e - dias depois - manifesta a sua mortífera capacidade. Para este filme, porém, não foi criado nenhum herói daqueles que, portadores de poderes 'especiais', lá iam (com mais ou menos efeitos) dominando o inimigo.

Após a sua aparição na longínqua China, os ocidentais foram oscilando entre a incredibilidade cética e o otimismo leviano. Os primeiros temiam que a 'doença' entrasse em África e os segundos ... que o calor do Verão estancava a 'constipação'. 

Em apenas dois meses a realidade demonstra que ambos (todos) estavam enganados. Epidemia, Pandemia (com o pandemónio associado) até à catástrofe atual. Qual incêndio descontrolado por matas densas e secas, o mais recente e, ainda muito pouco conhecido, familiar dos Corona Virus - de seu pseudónimo Covid 19 - alastra por países e continentes, não perdoando ninguém. Traiçoeiro e covarde, começa pelos mais fracos e desprevenidos e pelos incautos mas não tem contemplações, também, por quem com coragem desmedida o enfrenta.

Enquanto os politicos improvisam 'medidas excecionais' para atacar o belzebu, a plebe ao tentar informar-se, intoxica-se de um outro virus: o "covid izer" e este pode ser, até, mais mortal que o outro. A guerra também é eletrónica: imagens, números, pareceres, opiniões ponderadas misturadas com disparates do tamanho o Evereste. 

Na falta do tal herói o povo 'arma-se' do que tem à mão: isola-se! Esta fuga para lado nenhum, diz-se, pode ser a 'bomba' com que o inimigo não esperava.

À travagem a fundo da vida dos tais humanos, parou também o desporto. No atletismo, do adiar das provas até à proibição da sua prática foi um instinto alucinado. Agora, mais racionalmente, recomenda-se como medida profilática, embora com regras, é certo.

Recordando aqueles 47 heróis que há uns anos atrás conseguiram fazer uma maratona num pequeno navio ancorado nos mares gelados da Gronelândia, alerto para a necessidade de, embora em casa, de fazer exercício. Não sou técnico credenciado mas acho que para um atleta, rotinado a altas exigências físicas, a paralização por tempo prolongado diminuirá substancialmente as suas defesas imunológicas. 

Neste contexto impõe-se o cumprimento das regras de segurança emanadas por quem nos tenta proteger. Fica em casa. Faz ginásio caseiro. Faz escapadinhas de 30 minutos pelas ruas (quase desertas) e pelos pinhais (O virus ainda não aprendeu a voar...). LImita a companhia a um parceiro(a) seguro. Toma banho em casa. Revesa equipamento.

O recomendado isolamento social não significa que te esqueças dos amigos, dos mais necessitados, dos infetados (estes não são nenhuns criminosos) ou dos que estão em quarentena . Porém, existem imensas formas alternativas de socialização. Utiliza-as mas usa-as bem: sem alarmismos mas com a prudência e frieza dos factos.

Quanto mais depressa contivermos a invasão mais depressa nos libertaremos para aquilo que gostamos de fazer!

Cuida-te!

***********************ISOLADOS VENCEREMOS*********************

 

CAMPEONATO DISTRITAL DE CORTA MATO LONGO

ACV revalida títulos

... ou quando o bom supera o muito mau!

Levantar às seis da manhã, correr às nove e meia e receber o prémio às 3 da tarde, não lembra ao Diabo...!

Querer que os pais e os clubes façam levantar bem cedo da cama as crianças e dar-lhes a merenda depois da sesta... tabém não!

Não lembra ao Mafarrico mas esqueceu-se o senhor Barradas...

Entendemos ilibar o Clube 1º de Dezembro/Mónica Rosa e a ADAL pelo sucedido mas achamos que o mínimo que podemos lembrar, a quem tão exigente se tem mostrado em casos homólogos, é que tal programa horário é (foi) PÉSSIMO! Podemos dar de barato o erro da distância nas provas (embora não tenha cabimento a desculpa apresentada... - não se via como!) mas mudar as regras a meio do jogo tornou a ementa pior que o soneto. Como se não bastasse, em vez de uma aceleração no expediente da entrega de prémios, assistimos a uma pachorrenta parcimónia ante uma dúzia de heroicos sobreviventes ...

E não tinha que ser assim...

cdcml3A manhã esteve radiosa, o local é idílico e o percurso excelente.

Porquê, então, complicar, senhor professor Barradas?

Quase alheio a esta trapalhada toda o Atlético Clube de Vermoil foi-se apresentando em pleno em mais esta competição. E digo "foi-se apresentando" porque uns foram às 8h, outras às 10h e, ainda, houve quem pudesse ir depois de almoço...!??

Os mais entradotes na idade tiveram o privilégio de 'estrear' o percurso e surpreender a organização com o 'roubo' de cerca de 600m em cada volta. Disse bem Seiscentos Metros, em 2000! Logo na volta de aquecimento, e sem GPS, eu só falhei por escassos centímetros...

Com o dançar das voltas vieram ao de cima os valores coletivos da melhor equipa do distrito: 1º 6º, 7º e 16º - sem hipóteses para a concorrência!

Vitória coletiva e individual do Bruno.

cdcml1Depois seguiram-se as provas de formação. E aqui, logo um reparo: estas provas devem acantonar-se a um dos extremos da competição e... com entrega de prémios no local e o mais breve possível. Né não?

O nosso único participante, em infantis (Francisco), correu às 10h e subiu ao 3º lugar do pódio pelas 14...

Um pouco antes do meio dia foi a vez das senhoras. Se lá na frente as séniores, juvenis e juniores se rendiam à superioridade da crónica vencedora (Benvinda, da JV), um pouco mais atrás, lá entre os pinheiros e mais pinheiros, as nossas veteranas iam fazendo pela vida... Então, no fim, ficou assim: 1ª, 2ª, 8ª e 9ª. Mais palavras para quê; ninguém as bate, bem se vê!

Vitória coletiva e, desta vez, vitória, também, para a Liliana.

cdcml2O tal que, se almoçasse cedo podia vir depois do dito - o João, só deu corda às sapatilhas quando já tinha dado o "meio dia solar"... Com a sua magnífica prestação (o 3º lugar do pódio), fez brilhar o verde no mar amarelado daquela equipa que domina o distrito a nível senior: Caranguejeira.

De notar que estas duas últimas corriidas da 'tarde' já não estiveram isentas de IVA. Levaram com mais uma volta... que foi "para almoçarem"!

Classificação dos nossos atletas:

Geral Nome Escalão Tempo
Infantis:      
FRANCISCO FERREIRA 5:38
       
Veteranos:      
BRUNO GASPAR 1º M35 19:58
LICÍNIO CARREIRA 2º M45 20:51
PEDRO FERREIRA 3º M45 20:55
16º JOSÉ SANTOS 4º M45 22:22
17º MIGUEL GONÇALVES 5º M40 22:31
21º JOSÉ MENDES 6º M40 23:11
28º NARCISO FABIÃO 7º M45 23:59
32º HELDER MIRANDA 7º M40 24:24
40º VITOR LOPES 7º M50 25:40
47º EUGÉNIO MENDES 6º M55 28:57
51º ALFREDO SANTOS 5º M60 30:42
  Coletiva: 30 Pts
       
Seniores F:      
- ELODIE COSTA 28:19
       
Seniores M:      
- JOÃO GONÇALVES 30:52
       
Veteranas:      
LILIANA NEVES 1ª F35 25:20
DEONILDE COSTA 1ª F45 25:28
SARA DOMINGUES 2ª F40 29:35
ELSA SOARES 2ª F35 30:37
  Coletiva: 11 Pts

Em resumo: não só repetimos os títulos do Curto como reforçámos com o indivual de veteranas. Cinco títulos + 11 pódios!

Para alguns, o almoço foi repastado no Parque de Merendas da Barosa. Bonito mas a precisar de obras...

Próxima 'paragem': Corta mato das Pedreiras, dia 08 de março. O ´combóio' não pára!

 

CAMPEONATO DISTRITAL DE CORTA MATO Curto

Campeões de Inverno!

Neste domingo especial de fevereiro (02.02.20) a equipa do ACV - quase completa - deslocou-se ao concelho vizinho de Ansião, mais concretamente à Quinta das Lagoas, junto ao Estádio Municipal, para - numa pista verdinha (antes de começar...), disputar o Campeonato Distrital de Corta Mato, na versão mais curta.

Eis os resultados das senhoras, as primeiras a 'lavrar':

Nome Geral Escalão Tempo
Liliana Neves 18:25
Deonilde Costa 19:24
Blandina Lourenço 20:35
Elodie Costa 21:29
Sara Domingues 13ª 22:24
Elsa Soares 14ª 23:07
Equipas:   9 Pts

equipa feminina

Séniores Masculinos:

Nome Geral Escalão Tempo
João Gonçalves 15:27
Carlos Alves 14º 12º 16:43
José Mendes (Vet) 19º 17º 17:28
Nelson Ferreira (Vet) 24º 21º 19:13
Vitor Lopes (Vet) 25º 22º 20:27
Eugénio Mendes (Vet) 27º 23º 22:36
Equipas:   57 Pts

equipa de seniores

 

Veteranos Masculinos:

Nome Geral Escalão Tempo
Bruno Gaspar 14:29
Pedro Ferreira 15:23
Licínio Carreira 15:54
José Santos 13º 16:57
Miguel Gonçalves 17º 17:23
Narciso Fabião 24º 18:31
Helder Miranda 27º 18:36
Alfredo Santos 41º 24:12
Equipas:   27 Pts

equipa de veteranos

Se as senhoras começaram com lama pelos tornozelos, os veteranos acabaram com ela pelos joelhos... Mas, claro, sem lama e dificuldades não há corta mato!

Se o valor superior das nossas senhoras era (é) por demais reconhecido, face às eventuais opositoras do distrito, não se esperava, contudo, tanta facilidade (2+3+4 =9). Fecharam antes da segunda equipa... abrir! Revalidaram assim o título que, o ano passado, só uma vez lhe fugiu porque a ADAL alterou as regras (pontuou 4 em vez das habituais 3...). Supremacia absoluta!

Nos séniores (se é que podemos chamar de séniores a uma equipa constituída por dois SM e 4 VET...) a tarefa voltava a ser de 'missão impossivel'... O pódio já era bom. E foi! Por apenas um ponto... mas foi: 3º lugar. O João e o Carlos foram (muito) bem ajudados pelo Zé Mendes e pelo Nelson. Repetiu-se, assim, o terceiro lugar do Distrital de Estrada...

A cereja estava reservada para o bolo final: veteranos! Recordando que na Maceira não conseguimos lugar no pódio, aqui.... não demos hipóteses: Campeões Distritais, com alguma vantagem... Excelentes prestações dos 'contadores' Bruno, Pedro, Licínio e Zé Santos. Centímetro a centimetro, metro a metro não perdendo nenhum segundo... a conta fez-se no fim. VALENTES!

Depois da entrega dos prémios e do banho, um saltinho até à Adega Típica para confraternizar ante uma sopinha e bifanas qb. Aqui ganhou - claramente - o José Mendes. O anfitrião fez questão de ser ele a 'encostar o multibanco' ao balcão. Não havia necessidade, mas o grande Zé é assim. A correr em casa, põem-no a correr com miúdos de 20 anos e ainda por cima ...paga o almoço... Bravo, camarada!

Depois de um descanso (ativo, não se esqueçam...) do próximo fds, a chamada está feita: dia 15, na Figueira da Foz - Campeonato Nacional de Corta Mato Curto. Como a deslocação não é muito longa, espera-se nova concentração em força dos Campeões Distritais...!

 

Faleceu o Presidente da Junta

Adeus, Amigo!

carlos

A noticia ciau que nem uma bomba...

A tarde deste sábado ficou ainda mais triste...

Um estranho e ensurdecedor silêncio abateu-se sobre a freguesia...

As pessoas falam baixinho e os trabalhos rurais foram interrompidos...

Faleceu o Presidente da Junta de Vermoil!

 

CARLOS JOSÉ MENDES SANTOS - o "Simão", aos 56 anos de idade, sucumbia vítima de ataque cardíaco.

A freguesia de Vermoil recupera, lentamente, do estado de choque provocado por tão inesperado como absurdo conhecimento do fim trágico do nosso presidente.

Esta, como todas as outras crónicas desta página, deveria ser imparcial. O autor devia começar por lembrar a vida comunitária do Carlos Santos, em prol da freguesia que o viu nascer; das lutas constantes por si levadas a cabo para o bem comum; do apoio sempre disponível de um homem que amava a sua terra: um homem do Povo.

Devia... Mas não é possível!

O CARLOS era um amigo. Meu amigo; nosso amigo, amigo de todos. Amigo de Vermoil e das sua gentes; amigo das Associações e seus dirigentes. A sua larga experiência autárquica ensinou e aperfeiçou-lhe o dom de gerar consensos; de unir e fortalecer. Fui testemunho do seu empenho para restaurar a vida ativa da sua AAVMR, da ADR e do ACV. O seu apoio incondicional às atividades da comunidade, marcam um mandato cheio mas, agora, bruscamente interrompido...

Nem sempre estivemos de acordo, mas sempre soubemos civilmente ultrapassar as nossas diferenças. Era muito mais o que nos unia do que o que nos separava. Comentar a perda de um amigo nunca pode ser um ato gélido e imparcial de um cronista, ainda que amador. Por isso, em homenagem ao Carlos, apelo a todos os vermoilenses que... sigam o seu exemplo!

O Carlos Santos era o sócio nº 305 do Atlético Clube de Vermoil. Quis o destino que o seu último ato público tenha sido no nosso seio: domingo passado, no Festival de Sopas. À saída, depois do evento, recordamos as suas palavras: - "Parabéns! Continuem e contem sempre com o nosso apoio". O 'nosso' era o da Junta de Freguesia, que, agora, fica órfã do seu líder... Tenho plena consciência e convicção que os seus pares saberão ultrapassar esta perda e continuar a obra idealizada pelo seu mentor.

O Atlético Clube de Vermoil lamenta profundamente esta perda, endossa à família as mais sentidas condolências e reitera à junta de freguesia toda a disponibilidade para honrar o legado do Simão.

Quanto a ti, CARLOS...

... Descansa em Paz!

 

E. Mendes

 

 

Campeonato Nacional de Corta Mato

figueira1

Veteranas no top ten!

Dia de Nacional é dia de festa. Oportunidade de competirmos todos, de todos os lados e todas as idades; de aquilatar do valor nacional do ACV.

Neste sábado a festa foi na Figueira da Foz.

Campeonato Nacional de Corta Mato, na versão mais curta: 4 000 m para todos.

As nossas Campeãs Distritais conseguiram elevar a fasquia do 'ranking' do Atlético Clube de Vermoil até ao 8º (oitavo) lugar, superando por um ponto as nonas posições dos rapazes em Coimbra (2013) e Mira (2016). O que esteve à bica no Nacional de Estrada concretizou-se desta vez: a entrada no top ten nacional. As autores da proeza: LILIANA NEVES, DEONILDE COSTA, SARA DOMINGUES e ELSA SOARES. Elas - apenas com o mínimo de classificação (4 atletas) conseguiram tantos pontos como os homens com 10: 10 pontos!

figueira2Classificação dos nossos atletas

Geral Nome Escalão Tempo
Femininos:      
65ª LILIANA NEVES 18:08
83ª DEONILDE COSTA 18:46
140ª ELODIE COSTA - 21:12
162ª SARA DOMINGUES 23ª 22:12
177ª ELSA SOARES 11ª 22:52
Coletivo Absoluto 20ª 450 Pts
Coletivo Veteranas 10 Pts
       
Masculinos:      
78º BRUNO GASPAR 14:38
132º JOÃO GONÇALVES - 15:25
157º PEDRO FERREIRA 11º 15:46
233º CARLOS ALVES - 16:52
242º LICÍNIO CARREIRA 35º 17:04
251º JOSÉ SANTOS 39º 17:13
282º JOSÉ MENDES 41º 17:45
288º PAULO CRUZ 47º 18:00
316º HELDER MIRANDA 50º 18:35
- VITOR LOPES 51º 19:33
- EUGENIO MENDES 26º 20:56
- ALFREDO SANTOS 31º 23:18
Coletivo Absoluto 24º 600 Pts
Coletivo Veteranos 15º 10 Pts

acvcm

Num percurso que tinha tudo para ser rápido, não fora a lama em alguns locais, todos os atletas deram o que tinham e até ... as sapatilhas: por esta altura ainda haverá quem ande à procura delas...

Os atletas lamentam as horas tardias a que foram lançadas as suas provas mas, convenhamos, com toda aquela gente ... havia que saber esperar. Que o digam os M50, ou mais, que viram os relógios bater as 13h30m em plena pista...!

Depois do banho retemperador, a também restabelecedora 'merenda' de Jet-Set (e meio).

Seguem-se... os longos: Distrital e Nacional!

 

Assembleia Geral

Aprovação de contas (29/02)

ag2020

 

Festival de Sopas

Casa Cheia...!                          mentora

O grupo de apoio ao ACV passou com distinção na prova de fogo da sua estreia.

geral0

Autodesignado de "Atlético', este conjunto de caras lindas - essencialmente femininas - estava radiante de satisfação e de dever cumprido, quando ao final da tarde do passado domingo acabava de arrumar e limpar as instalações gentilmente cedidas pela Fábrica da Igreja Paroquial.

Tinha acabado o Festival das Sopas ACV. Finalizado com êxito o seu primeiro trabalho. Casa cheia, que é como quem diz, cerca de 190 pessoas!

geral1Quinze sopas diferentes, de outras tantas ofertas de casas da especialidade e particulares, deram sabores diversos a comuns apetites. Regadas com bom vinho, pão, broa, água, fruta, sobremesas e sumos diversos, também eles oferecidos... Não faltou ainda um 'docinho' de Bolo Rei e baile com a Vânia Marisa.

Como a despesa se limitou, praticamente, à aquisição das taças, o saldo foi amplamente positivo, aquilatando um lucro de cerca de 500 euros.

O 'Atlético', diz uma das suas mentoras, não vai arrefecer. Já estão na forja novas iniciativas. Aguardem, para ver!

Patrocinaram as sopas as seguintes firmas e particulares: Restaurante Ferreira - Ranha de Baixo, Restaurante Variante - Pombal, Pastel Dourado - Meirinhas, Talho "Os Frescos" - Vermoil, Restaurante Ferreira - Chã de Cima, Churrasqueira Popular - Vermoil, Pensão S. MIguel - Matos da Ranha, Dª Olívia - Chã de Baixo, Restaurante Pinto - Barracão, Restaurante Familiar - Matos da Ranha, Partilha de Saberes - Vermoil, Restaurante S. Francisco - Barracão, Associação Desportiva da Ranha, Restuarante S. João - Outeiro da Ranha, Restaurante Boa Esperança - Fonte Nova.

geral2Equiparam-se a rigor para garantir o excelente serviço aos convivas: Isabel Pataco, Olívia, Carolina, Marlene, Susana, Carla, Paulo, Anabela R, Celeste, Cátia, Carine, Diana, Cristina, Inês, Jaime, Patrícia, Tânia, Elsa, Vitor, Claudina, Arlindo, Célia, Júlio, Silvye, Eva, António, Helena, Isidro e Anabela M.

 
  • Valsteam
  • Crédito Agrícola
  • Auto Mecânica da Confraria
  • Artebel
  • Parceiros Media
  • image
Hosting: Ilimitada Hosting Chile VPS