Get Adobe Flash player

Corrida do Bodo

Bodo, onde a corrida é uma devoção

Classificação dos atletas do ACV:

8º - BRUNO GASPAR - 32'47'' - 3º M35 - 2º do concelho

22º - JOÃO GONÇALVES - 34'57'' 

33º - MIGUEL ANGELO - 35'58'' 

48º - PEDRO FERREIRA - 37'13''

51º - AMILCAR BRITO - 37'40''

76º - JOSÉ SANTOS - 39'07''

83º - CARLOS ALVES - 39'30''

92º - JOSÉ MENDES - 39'48''

100º - AQUILINO FERREIRA - 40'15'' - 3º M60

130º - HELDER MIRANDA - 41'43''

bodo146º - LILIANA NEVES - 42'18'' - 2ª F 35 - 1ª do concelho

172º - DEONILDE COSTA - 43'14''

208º - VITOR LOPES - 44'29''

239º - BLANDINA LOURENÇO - 45'49''

308º - EUGÉNIO MENDES - 48'59''

324º - ELSA SOARES - 49'19''

340º - SARA DOMINGUES - 50'32''

344º - ALFREDO SANTOS - 50'53''

360º - LEANDRO SANTOS - 51'52''

N/P - JOAQUIM QUITÉRIO

N/P - RUI DUARTE

Coletiva: 2º lugar c/ 321 pontos.

Boa temperatura, céu encoberto e um pouco de humidade foram as condições reservadas pelo S. Pedro para mais uma edição da Corrida do Bodo.

Cerca de seis centenas de atletas à partida, cerca de 500 (bodo + farturas) na chegada e "um mar de gente" na caminhada.

Dada a partida - sobre o rio Arunca - logo se percebeu que a disputa do pódio estaria reservada a meia dúzia de competidores. Tiago Marques (CA Seia) cedo se deixou de veleidades e, se queria ganhar o prémio de "melhor do concelho", melhor seria controlar a corrida num segundo plano. Bruno Gaspar, com o seu 'adversário' sempre à vista, ia espreitando oportunidade que não haveria de acontecer, ficando-se pelo segundo posto indígena. Por falar em naturais do burgo ... muita gente 'nova' nas lides - o que se saúda - com o nosso assíduo deputado a bater record sobre record: Parabéns, Pedro!

Ganhou o veterano Licínio Pimentel (SCP - 4ª vitória em Pombal), nos homens - com o vencedor da Tripla-Légua (Bruno Paixão, do AC Beja) na segunda posição e Emilia Pisoeiro (Águeda), nas senhoras.

O Atlético Clube de Vermoil só não ganhou coletivamente porque os amigos da Caranguejeira foram melhores. Ainda assim é de destacar que fechou a equipa (primeiros 7 elementos) na 83ª posição!

A época entra, agora, no período de transição: vão-se fazendo corridas de manutenção (Praia do Pedrógão, Batalha e Praia da Vieira), com as das praias a contar para o Circuito da ADAL, onde o ACV tem o terceiro lugar do pódio para assegurar...

Boas Férias!

Classificações gerais, AQUI

Fotos ACV, AQUI

 

Bimestre de Corridas

Da Barreira aos Gambuzinos...

Um bimestre de corridas

Nem sempre juntos; nem sempre para o mesmo lado; nem sempre com os mesmos objetivos, mas sempre ACV. Os atletas do nosso clube participaram nestes dois meses em inúmeras provas por esse país fora. Umas vezes mais, outras menos; umas vezes uns, outras vezes outros. O Atlético Clube de Vermoil é, por isso, um clube sui generis...

 

barreiraBarreira - 12/05

Bruno Gaspar repete vitória

Terceiro lugar coletivo numa prova que serviu ao Bruno para revalidar o seu título conquistado o ano passado. Estiveram também presente: Miguel Angelo (pódio em M45), Sara Domingues (vencedora em F40), Carlos Alves, Leandro Santos, Alfredo Santos, Narciso Fabião, José Santos, Vitor Lopes, coadjuvados por Eugénio Mendes.

 

Cortegaça - 12/05

Póquer das "meias"

Com a 'coisa' a correr - desta vez - menos bem, os aventureiros foram o João Gonçalves, Joaquim Quitério, José Mendes e Miguel Gonçalves. Sérgy Chonka assessorou.

 

Pataias - 19/05

Do vice do Bruno à lesão do Vitor

Desta vez o Bruno não ganhou. Não ganhou mas ficou em segundo lugar. Já depois de concluída a prova, o Vitor Lopes foi 'vítima' de um "atropelamento" e... coisa para duas semanas de tratamento! Estiveram ainda presentes o Rui Duarte, Eugénio Mendes e Helder Miranda.

 

Porto de Mós - 19/05

A baixinha Elsa subiu bem, lá ao alto

Só dois. O Alfredo Santos acompanhou (até poder...) a Elsa Soares (2ª Vet F) desde Porto de Mós até às Grutas de Santo António. Os míticos " 17 kms Serra de Aire estão, porém, longe da afluência de outrora.

 

Burinhosa - 26/05

LIliana foi a primeira a ver o Farol

A Vergonha Nacional também se vê (e de maneira!) nas corridas: mais de dois anos depois dos incêndios ainda não é possível fazer o percurso tradicional da "Corrida ao Farol". Estradas cortadas, interrompidas ou na iminência de caída de árvores queimadas e podres. Incúria! 

Por isso, houve que arranjar percurso alternativo. Pelo segundo ano nessas condições, os atletas lá se fizeram ao alcatrão... Rui Duarte, Amilcar Brito, Eugénio Mendes, Leandro Santos, Liliana Neves (vencedora em F35), Blandina Lourenço e Sara Domingues (2ª e 3ª F40) foram fotografadas - como sempre - pela Isabel Pataco.

 

Palheira - 26/05

Duro e quente Grande Prémio

A dureza do percuros de duas voltas ficou patente nesta primeira edição da prova desta localidade coimbrã. O tórrido calor que se fez sentir também não ajudou nada. A presença de quatro atletas para compôr uma equipa que não se classificaria. Pódios para o Bruno Gaspar e MIguel Angelo. Carlos Alves e Miguel Gonçalves também marcaram presença.

 

Régua - 26/05

"A prova mais bonita do mundo"

Dela se diz que não há mais formosa. Meia Maratona do Douro Vinhateiro. Beleza para quem vê, o que não será a mesma coisa para quem, em final de maio, enfrenta a canícula deste último domingo do mês do coração. João Gonçalves, Joaquim Quitério, Elsa Soares e Deonilde Costa. Acompanhou o Sergiy Chonka.

 

bombarralBombarral - 01/06

Correr ao 'sol-posto'

O prazer e a beleza de correr de frente para o pôr do sol podia ser melhor ou não se tratasse da maior subida do percuros de três voltas à vila/cidae do Bombarral. Por essas ou por outras é que a Blandina Lourenço deixou escapar a vitória na derradeira volta. Ainda assim, o segundo lugar (1ª da ADAL) deu-lhe pontos suficientes para aguardar a conclçusão do Circuito para levar para casa o troféu. Completaram a equipa (11º lugar) o Eugénio Mendes, Alfredo Santos e Leandro Santos. Todos se vingaram, depois, na 3º parte!

 

Soure - 01/06

Raça vermoilense arrasa vila do Arunca

Sérgiy Chonka, desta vez, fez-se acompanhar por um 'convidado' - Nuno Rosa, que ajudou a armada do ACV a vencer coletivamente a prova do Circuito 4 Estações, na sua passagem por Soure. Pódios para o João Gonçalves e Pedro Ferreira (2º da geral) com boas prestações do natural Joaquim Quitério, Miguel Gonçalves, José Mendes e José Santos.

 

Bajouca - 02/6

Só dois...

Pela primeira vez em vinte e nove anos o ACV não se classifica na Bajouca...

Culpa da organização, que muda a data da prova, mas também dos 'vizinhos' que, comprometidos, levaram lá os que puderam: Amilcar Brito e Carlos Alves (2º e 3º séniores). De notar ainda, que o Amílcar despede-se do escalão maior com um pódio...

 

Mira - 02/06

Só uma...

Hoje e aqui também escasseou a nossa presença. Só a LIliana Neves (6ª da geral) viajou até à ria para fazer os "10 km mais planos...".

 

Nazaré - 15/06

Bons tempos, na Nazaré

Ou o percurso está mal medido ou confirma-se que muitos dos atletas pulverizaram as suas marcas! João Gonçalves (4º SM. O João coleciona quartos lugares como quem come sardinhas na Nazaré!), Pedro Ferreira (3º M40) e Amilcar (3º M35. Acaba o escalão de sénior no pódio e de lá não quer saír...). Miguel Gonçalves, Joaquim Quitério, José Santos, Liliana Neves (1º F35), Deonilde Costa (1ª F40) e Eugénio Mendes. Coletivamente trouxemos um barco artesanal do 3º classificado.

 

Ceira - 20/06

Pé no acelerador que ... é um instante!

Começar pelo fim e pelo lauto jantar servido a atletas e acompanhantes pode não parecer bem mas soube melhor! Nas corridas, curtas (1609m) mas inclinadas, a LIliana Neves foi 2ª veterana e a Elsa Soares 4ª. Também deram o litro o João Gonçalves e o Carlos Alves, nos seniores e Joaquim Quitério, José Mendes, Vitor LOpes, Eugénio Mendes, Alfredo Santos e Leandro Santos, nos veteranos.

 

Monte Real - 22/06

Correr onde os caças voam

monte realE voaram mesmo!

Os atletas do nosso clube voaram (prova-se em fotos - com alguns todos no ar!) pelas estradas de Monte Real, Começando pelo Bruno Gaspar, a vencer a prova categoricamente, sexto lugar e pódio para Pedro Ferreira e oitavo o nativo Amilcar Brito (terceiro pódio consecutivo, em dois escalões!!!). Liliana Neves foi segunda da geral e 1ª veterana. Com excelentes prestações estiveram ainda o José Mendes (que fecharia a equipa vencedora ... se houvesse!) e Helder Miranda. Marcaram presença no apoio aos colegas o Mário Henriques e a Deonilde Costa. O fotógrafo Eugénio Mendes fez o seu trabalho até esgotar a pilha da máquina...

 

Peniche - 29/06

Nortada nas fogueiras

(Ao momento da feitura desta crónica desconhecem-se resultados desta noturna do sul do distrito)

 

 

Pombal - 29/06

Gambuzinos ao saco!

Esta crónica não podia começar de outra forma senão pela tristeza da desclassificação do João Gonçalves...

Por partes...

O joão não fez o percurso todo. Insiscutível! Foi ele próprio, que confrontado com a difernça de tempo, se dirigiu à organização informando que algo estaria errado;

Esta, a organização (juizes?) , esteve bem ao perfilar, logo no início da prova os atletas de melhor valia, por forma a minimizar os encalhos com os caminhantes. Talvez por isso; por não estarem, ainda preparados, quando João chega à esquina do hospital, não tendo fita nenhuma do lado direito (Heróis do Ultramar, rua aberta ao transito), parou e não tendo qualquer indicação deambulou avenida abaixo até retomar o percurso junto ao Shopping. Portanto, o João não mergulhou no túnel da Ribeira Quente. Não o fez porque NINGUÉM lhe indicou o caminho como fizeram aos restantes;

gambuzinosNuma primeira instância a organização conferenciou com o atleta e decide classificá-lo, 'penalizando-o' em 5 minutos. O João ficaria, assim, com a vantagem que trazia quando foi levado a enganar-se;

Posteriormente e em consequência de protesto do segundo classificado foi solicitada ao João a opinião sobre a sua eventual desclassificação... Que outra coisa restava ao rapaz? Dando uma excelente imagem daquilo que nos dignifica, o nosso atleta aceitou a desclassificação, com prejuízo seu e da equipa. 

Uma última palavra para o Joel e para o GAU: o ACV não reagiria assim!

Alheios (na altura) a tudo isto, os restantes atletas deram o seu melhor na montanha russa de escada, declives, salas, salinhas e salões; escolas, parque sde estacionamento e (pasme-se!) pelo interior da Cervejália: Blandina Lourenço e Elsa Soares (2ª e 3ª Veteranas), Carlos Alves (2º SM), José Santos (3º Veterano), Eugénio Mendes, Sara Domingues e Alfredo Santos.

Apesar da desclassificação o ACV ainda foi terceira na classificação coletiva e o João Gonçalves teve direito ao prémio monetário. Era uma questão de justiça!

 

Como se viu, foram dois meses loucos. Uma correria nunca antes vista!

Os responsáveis pelo clube chamam a atenção dos atletas que foi um período anormal, que não deve repetir-se e que tem que haver uma maior definição na escolha de provas a fazer e em equipa. 

Para já, vem aí o Bodo - dia 27. 

 

 

31º Grande Prémio da Páscoa de Constância

Fulgor primaveril

Da excelente manifestação coletiva ao saudado regresso da Deonilde

Geral Nome Tempo
14º PEDRO FERREIRA 36:08
20º JOÃO GONÇALVES 37:03
31º JOAQUIM QUITÉRIO 38:10
34º AMILCAR BRITO 38:22
67º HELDER MIRANDA 41:25
103º VITOR LOPES 44:02
104º LILIANA NEVES 44:06
121º NELSON FERREIRA 45:10
161º DEONILDE COSTA 47:42
169º ALFREDO SANTOS 48:35
179º EUGÉNIO MENDES 49:05
190º SARA DOMINGUES 49:28
219º ELSA SOARES 51:09

Todos os anos é a mesma coisa...

Embora a massificação de flores tenha dado privilégio à gastronomia, Constância tem orgulho em receber milhares de turistas, pela Páscoa..

O aperitivo, no sábado de aleluia, é a sua prova de 10 Km. Ir e voltar, pela margem esquerda do Zêzere.  A tal que - diz-se - é a descer para os dois lados...

 constAo contrário, os nossos atletas cada vez sobem mais na classificação. Este ano, quatro nas primeiras três dezenas dos primeiros. Evidenciando uma forma inquestionável, PEDRO FERREIRA fez segundo no escalão e 14º da geral. O JOÃO GONÇALVES, meia dúzia de lugares mais abaixo e o JOAQUIM QUITÉRIO (muito bem, Quim!) meteu-se num trinta e um bem vigiado pelo AMILCAR BRITO numa guerra ao minuto trinta e oito.

O HELDER MIRANDA também gosta de acompanhar os que estão ascendendo nas suas marcas: muito perto dos quarenta e um...

VITOR LOPES, que sobe a olhos vistos e já vai nos quarenta e quatro, fez guarda de honra à primasia feminina: LILIANA NEVES, que fez terceira no escalão. Entre as duas primeiras do ACV correu o NELSON FERREIRA a contas com um dos olhos e... das pernas!

Mais devagar mas segura é o lema atual da DEONILDE COSTA, regressada de mais de um ano de paragem: Benvinda Deo! Segundo lugar com sabor especial. Parabéns!


deoALFREDO SANTOS e EUGÉNIO MENDES trocaram de posições habituais ligeiramente antes das nossas ""vendedoras de sorrisos" SARA DOMINGUES e ELSA SOARES. Há primeira ainda sobejou tempo para ir (mandar alguém por ela) ao pódio: 3º lugar.

ISABEL PATACO trocou a participação oficial na caminhada pelo trabalho, sempre prestimoso, da 'feitura' dos bonecos que podem ser vistos AQUI.

Uma palavra de votos de rápido retabelecimento para a ausente, por motivos de saúde: volta depressa, BLANDINA LOURENÇO!

No final da prova o numeroso grupo do Atlético Clube de Vermoil dividiu-se: os que tinham cumpromissos voltaram e os outros (quase todos queriam...) aproveitaram o magnífico dia para turistar pela zona, depois de degostarem os manjares regionais nas tasquinhas da festa.

No fim de semana que se aproxima, mais dois desafios: no sábado, em Leiria, no Magalhães Pessoa - Campeonato Distrital de 5 e 10 mil metros, em pista e, no domingo, a habitual deslocação a Pedrogão Grande para a sua Corrida da Liberdade.

Boa Páscoa!

 

CAMPEONATO DISTRITAL DE CORTA MATO LONGO

Veterania invencivel

Bruno Gaspar, Licinio Carreira e Sara Domingues, tambem, Campeoes Distritais

Moita - Marinha Grande: 03/03

Embora desfalcado (por lesao) de alguns dos seus atletas, o Atletico Clube de Vermoil apresentava-se nestes Campeonatos Distritais de Corta Mato, na versao mais longo, como favorito. Se isso era valido para os veteranos - quer num genero, quer no outro - a missao reservada aos seniores limitar-se-ia a fazer o costume: o melhor!

campes2019Dos problemas que os principais adversarios (tambem) apresentaram na partida, o ACV nao tem (era melhor que tivesse!) culpa. Recordar que ja perdemos titulos com o mesmo nuero de pontos dos adversaios e razao mais que suficiente para por "pes ao mato" ate ao ultimo centimetro da reta da meta. Foi o que (sempre) fizemos!

Assim, e num local porreiro para uns bons treinos, caminhos com (muita) areia, em plano pinhal (que escapou aos incendios do ano passado, mas improprio para uma competicao que se quer concorrida, la comecou o evento com as cinco voltas (de 2km) ao percurso para os seniores masculinos. O ACV, com apenas dois dos ditos disponiveis, fez-se completar com dois veteranos que, 'dando a pele' nao conseguiram mais que completar o seu previsivel lugar no podio. Note-se e sublinhe-se, desde ja, o lamento de a prova ter apenas mais tres outsiders que os que compunham as tres equipas: 18 atletas!!!

O programa prosseguiu com as senhoras: todas de uma vez e ha que fazer 3 voltinhas! Depois de por duas vezes ver fugir o titulo por falta do quarto elemento, as nossas 'meninas' cerraram os dentes com que brindaram os escassos espetadores depois da prevista, merecida e desejada vitoria. Sara Domingues juntou ao coletivo a renovacao de campea no seu escalao (F40) conquistado no curto.

Como ja se disse, e aparentemente, aos veteranos masculinos bastaria acautelarem-se de eventuais surpresas e fazerem o que melhor sabem: ganhar. Juntar o titulo distrital de Estrada, Corta Mato Curto e, agora o Longo, foi algo que jamais por ca tinha acontecido. Bruno Gaspar nao se fez rogado a oportunidade de revalidar um ceptro que ja lhe pertencera. Desta vez, ao que pareceu, ate foi facil, pelo menos para quem esta de fora, a sombra dos pinheiros...

O mes mais curto tornou-se no mais longo no que a carga de provas diz respeito: dois distritais e um nacional com uma prova de pista pelo meio. Razao mais que suficiente para se abdicar do outro Nacional - o Longo - do proximo domingo.

Classificaco dos nossos atletas.

Veteranas: segunda, LILIANA NEVES, COM 29:40; terceira, BLANDINA LOURENCO, com 29:42; sexta, ELSA SOARES, com 31:41 e setima SARA DOMINGUES (Campea Distrital) com 31:54. Coletivo - primeira (campea distrital), com 18 pontos.

Seniores masculinos: Decimo, JOAO GONCALVES, com o tempo de 38:58; decimo segundo, CARLOS ALVES, com 40:37; decimo sexto, JOAQUIM QUITERIO (veterano), com 42:32 e decimo setimo, JOSE MENDES (veterano), com 42:58. Coletivamente - terceiro lugar, com 55 pontos.

Veteranos masculinos: primeiro, vencedor da prova e campeao distrital M35, BRUNO GASPAR, com o tempo de 29:43; quarto LICINIO CARREIRA, tambem campeao distrital em M45, com 30:42; sexto, PEDRO FERREIRA (medalha de bronze M40), com 30:52; decimo segundo, MIGUEL GONCALVES, com 32:51; vigessimo quinto, NELSON FERREIRA, com 35:19; trigessimo terceiro, com 35:57, HELDER MIRANDA; com 36:59 e em trigessimo nono, VITOR LOPES; EUGENIO MENDES foi quadragessimo sexto, com 42:21 e na quinquagessima posicao findou o ALFREDO SANTOS, com o tempo de 44:47. NARCISO FABIAO, bem tentou, mas nao conseguim terminar a prova. Coletivamente, folgada vitoria e mais um campeonato para o palmares: 23 pontos, apenas!

campeoes2019Apelando a ADAL que reveja e procure forma de incentivar a participacao dos seus atletas federados nestes campeonatos, os atletas do ACV, que tao bem tem dignificado o clube e a Associacao, agradecem o apoio nesta prova, quer em trabalho quer a simples presenca de incentivo, dos familiares e dos colegas Sergiy Chonka, Deonilde Costa e Mario Henriques. Obrigado!

Nota: por manifesta falha tecnica, este post e apresentado sem acentos, til e cedilhas. As nossas desculpas!

 

Campeonato Distrital de 5 e 10000m

Cumprir obrigação...

pistaNão sendo a especialidade dos nossos atletas, ao ACV impunha-se cumprir o dever de filiado; Sem atletas não haveria Distrital!

Há quem não goste; quem, apenas, tolere e quem detesta. Contudo dever é dever e... nós lá fomos!

Cinquenta e sete inscritos (muito bom!) para a prova rainha: 10.000m. Necessidade de fazer duas séries: os mais rápidos na primeiro e, os outros, depois...

Antes e com menos gente, disputou-se a clássica no feminino.

As nossas briosas representantes fizeram pela vida: a LILIANA NEVES foi segunda veterana, com 20m58s, seguida pela experiente e regressada DEONILDE COSTA, com 21m15s, que completou o pódio. Um pouco depois, chegaria a ELSA SOARES, com 24m04s.

Para os homens estavam, então, reservadas as míticas 25 voltas ao estádio. O nosso melhor foi o JOÃO GONÇALVES (354m43s) seguido pelo JOAQUIM QUITÉRIO (37m11s), MIGUEL GONÇALVES (37m12s), CARLOS ALVES (38m21s), JOSÉ SANTOS (39m43s), JOSÉ MENDES (40m13s), HELDER MIRANDA (42m07s), VITOR LOPES (43m53s) e EUGÉNIO MENDES (45m45s).

 

Para o dia seguinte estava previsto novo (velho) compromisso com os amigos de Pedrogão Grande. A Corrida da Liberdade não seria a mesma sem a nossa presença. Como não podia deixar de ser o ACV tinha que ombrear com os pergaminhos anteriormente laureados. Não deixámos os nossos créditos em mãos alheias: CINCO edições, CINCO vitórias do Atlético Clube de Vermoil!!!

Para tal, dois dos nossos veteranos tiveram que repetir a dose da véspera... Ainda por cima com um percurso MUITO mais disnivelado - tipo trail, em alcatrão, nada, porém que á não se soubesse!

pedrogoO BRUNO GASPAR fez a terceira posição (2º Veterano) com 35:56, o VITOR LOPES apareceu na meta em 22º lugar, com 54:27, seguido do EUGÉNIO MENDES, em 26º, com 56:27 e do ALFREDO SANTOS, em 28º, com 57:15.

Completaram a prova principal 48 atletas (seis dos quais, franceses - que se deslocaram à vila do Pinhal Interior, de propósito).

Por equipas, o ACV totalizou 77 pontos, suficientes - como já se disse - para vencer, pela quinta vez!

 

Entretanto, no sábado à noite, na Batalha, o LICÍNIO CARREIRA classificou-se em sexto lugar da geral e venceu no seu escalão, no Trail Noturno daquela localidade.

No próximo fim de semana os atletas vermoilenses farão uma pausa recuperadora para voltarem nos domingos seguintes, para as cássicas de maio!

 

Trail de Pombal Sicó

Licinio Carreira e ACV vencem o curto

Pedro Ferreira e Aquilino Ferreira tambem levaram a melhor nos seus escaloes

trailComecou, logo pela manha, com a partida simbolica no Largo do Cardal. As 9 horas sairam os mais 'duros' para os 29 km e, logo despois - 9h15m, os dos 17km. Tambem por essas horas, comecaram a embarcar, nos autocarros disponiveis para o efeito, os caminheiros - rumo ao Vale, de donde iriam iniciar a sua dura caminhada ate ao Pavilhao das Atividades Economicas, onde estava instalada toda a logistica da chegada.

Nao chovia muito mas... chovia sempre! Nao estava frio mas, la no alto da serra, o 'calor' aguentava-se bem! Nao havia nuita lama mas, a que teimava em se agarrar as alpercatas, tornava perigoso o apoio nas (muitas) pedras molhadas.

O Atletico Clube de Vermoil tinha como unico representante na prova 'mais' apenas o veteranissimo ALFREDO SANTOS. O nosso historico colega 'tirou a manha' para calcorrear toda a vertente sul da Serra da Sico, com uma leve e fria incursao a vertente norte. Levou 4h21m57s para perfazer os durinhos 29 mil metros do percurso: 94 da geral e 4 do seu escalao. Esta modalidade ultra contou para o Distrital de Trail Longo.

MARIO HENRIQUE e ISABEL PATACO (mais aquele do que esta: trabalho a quanto obrigas!) optaram pela vertente mais divertida e, quica, mais 'ensopada' das provas. Pareciam uns pintainhos (os caminheiros). Molhados, mas satisfeitos!

licinioNo curto, se e que devemos chamar curta a uma exigencia fisica e psiquica apurada durante mais de 80 minutos, tinha o ACV, toda a restante municao: 8 atletas. Curiosa mas lamentavelmente - para eles - so dois e que nao foram ao podio e ... mal e sorte, ficaram em quarto lugar!!!

O grande vencedor foi o nosso 'papa-trails' (como carinhosamente lhe chamam os adversarios) LICINIO CARREIRA: 1h13m56s para levar de vencida os 17,4 km do percurso. Foi, naturalmente, tambem vencedor do seu escalao M45. Com pouco mais de 1 minuto de atraso chegaria o PEDRO FERREIRA: 1h15m28s. Para alem de ser o segundo da geral, venceu, tambem o seu escalao M40. Encerra, assim, em beleza a sua excelente campanha neste escalao, na vespera do seu 45 aniversario. Duplos parabens, maquina!

Em quinto lugar da geral, o estreante no genero, BRUNO GASPAR gastou 1h17m58s do seu domingo para rejuvenescer ao escalao de senior (nao houve M35) e ser o segundo classificado. Fechou a equipa, na 9 posicao da geral o, tambem ja 'batido' nestas andancas, AMILCAR BRITO com 1h22m06. O amilcar foi o primeiro de dois a ficar fora do podio; 4 senior.

pedroNa 14 posicao apareceu o JOSE SANTOS que nao 'viu' bem os adversarios e o tempo de 1h23m57s nao lhe deram melhor que a outra quarta posicao no escalao de M45, por sete segundos!!! Mais tranquilo e desfrutando um pouco mais da paisagem a veterania e mestria do AQUILINO FERREIRA valeram-lhe a vitoria no escalao M60, com 1h28m48s.

Surpreendido mas meritoriamente confiante foi como o VITOR LOPES subiu ao 3 lugar do podio, nos M50, olhando de alto para o tempo de 1h40m02 passado nos trilhos da Sico e rampas de S. Cristovao e Castelo. Segunda posicao no escalao de F40 - 131 da geral e 1h56m19s foram as contas da SARA DOMINGUES. 'Emprestada' ao 'patrao', a Sara esteve a altura do acontecimento e representacao feminina do ACV.

Coletivamente o nosso clube arrasou a concorrencia; obteve 17 pontos, deixando a 2 classificada a mais de 50 pontos!

A organizacao brindou toda a gente com o almoco volante e banhos quentes.

Toda a receita deste evento reverteu para os Bombeiros voluntarios de Pombal que se esmeraram na assitencia aos atletas. Bem ajam!

Fotos ADAL: AQUI

Fotos ACV: AQUI

Classificacoes: AQUI

Uma enervante 'avaria' tecnica continua a obrigar escrever todo o texto sem acentos, til e cedilhas. Ainda que em tempo de acordos ortagraficos, pedimos desculpa!

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CORTA MATO CURTO

'Voar' com as estrelas, ou

...quando correr muito não chega!

Fazer uma prova de corta mato a uma temperatura de cerca de vinte graus, com o sol a brilhar e em terreno relvado pode parecer atípico. E foi! Naturalmente que, nestas condições, não se corre... voa-se! O local escolhido pela FPA para este desiderato foi o mais recente parque de lazer da cidade da Marinha Grande. Chama-se Jardim da Cerca e, de facto, os cerca de dois mil atletas que deram cor à magnífica manhã primaveril viram-se cercados de um ambiente alegre e festivo: magnifico!

O evento, que congrega o campeonato nacional Absoluto, juniores, sub 23, seniores e veteranos, na componente mais curta, é ainda palco do Nacional Escolar. È, portanto, uma oportunidade soberana para a comvivência entre os campeões já maduros e as jovens promessas da modalidade. Participar neste acontecimento é, por tudo isso, uma festa, orgulho e motivação.

O Atlético Clube de Vermoil, que valoriza a sua participação nos eventos federativos, apresentou-se com 16 atletas: 3 veteranas, 1 sub 23, 2 seniores e 10 veteranos. A saber:cmcurto

 

Nome Geral Tempo Esc
BRUNO GASPAR 113 13:24 17º
JOÃO GONÇALVES 123 13:30 -
LICÍNIO CARREIRA 163 13:56 13º
PEDRO FERREIRA 185 14:06 27º
CARLOS ALVES 188 14:08 32º
MIGUEL GONÇALVES 221 14:39 35º
JOAQUIM QUITÉRIO 245 15:00 40º
AMÍLCAR BRITO 253 15:07 -
JOSÉ SANTOS 256 15:09 37º
JOSÉ MENDES 260 15:16 44º
HELDER MIRANDA 294 16:13 49º
VITOR LOPES - 16:40 44º
EUGÉNIO MENDES - 19:37 27º
Coletiva Absolutos 25ª 584 Pts  
Coletiva Veteranos 14ª 10 pts  
BLANDINA LOURENÇO 82 17:03 8ª
ELSA SOARES 117 18:36 11ª
SARA DOMINGUES 123 18:52 17ª

 

Parabéns, pessoal!

0001No próximo domingo aumentaremos a quilometragem mas não a distância: volta a ser na Marinha GRande, mais concretamente na Moita - Distrital de Corta Mato Longo.

 
  • Valsteam
  • Crédito Agrícola
  • Auto Mecânica da Confraria
  • Artebel
  • Parceiros Media
  • image
Hosting: Ilimitada Hosting Chile VPS