Get Adobe Flash player

CAMPEONATO DISTRITAL DE CORTA MATO LONGO

[Sem título]

Esta crónica começa, infelizmente, por um facto triste: não havia memória de o Atlético Clube de Vermoil não apresentar uma equipa de séniores em qualquer Campeonato Distrital de Corta Mato! Apesar de ganhar ser o apanágio de qualquer um, muitas foram, contudo, as vezes que aparecíamos nos campeonatos com equipas pontuáveis só ... porque sim! Era (é) nosso dever; nossa obrigação!

Claro que, numa época em que tudo nos aconteceu (no que aos séniores diz respeito) e com metado dos atletas válidos lesionados, não podemos pedir milagres... 

Mas que é triste...é!

pedreirasValentia e galhardez para os que enfrentaram a intempérie prometida (não confirmada, felizmente) e deram o seu melhor. Foram eles e elas: CRISTIANO ANTÓNIO, foi terceiro com 34:52 nos 9400m do difícil percurso; BRUNO GASPAR, foi quinto com 35:20 e AMILCAR BRITO foi décimo terceiro com 36:52. Obrigado, camaradas pelo esforço (de todos) e sacrifício (de alguns). Amarga prestação para quem, para ganhar, precisaria de um colega que se classificasse até à 28ª posição...

Nos veteranos, também desfalcados, ninguém pode por em causa o esforço dos nossos 'rapazes': MÁRIO HENRIQUES fez 9º lugar com 27:56 para os também nada fáceis (foram 3 das quatro voltas do percurso - seco mas 'inclinado'); NELSON FERREIRA foi o 10º com 27:58; PEDRO FERREIRA fez 12º com 28:06; NARCISO FABIÃO fechou a equipa em 17º lugar com 28:44. Completaram, ainda, o EUGÉNIO MENDES em 48º com o tempo de 34:29 e o ALFREDO SANTOS fez a 55ª posição com 37:02. Perdemos o vice-campeonato para a equipa da Caranguejeira por ... um ponto, já que, aqui, o domínio da classificação coletiva continua (bem) entregue aos amigos da Vieira: Imbatíveis!

Na formação ... só um (1) atleta!

CARLOS ALVES, ainda a contas com a constipação, cumpriu a sua obrigação e subiu ao segundo lugar do pódio com 28:02 para os mesmos 7100m dos veteranos.

Nas senhoras, a DEONILDE COSTA sagrou-se vice-campeã em veteranas com 23:23 e a CAROLINA MATIAS foi terceira com 23:47, sem seniores. Para isso, ambas tiveram que subir e descer durante os 5100m do percurso.

A organização esteve impecável e nem a intermitente EDP fez calar a possível rapidez na entrega de prémios. Para o clássico corta mato faltou ... a lama! Mas, já se sabia que naquele terreno era impossível...

 

pedreiras1Com esta prova encerramos um curto mas desgastante período de Provas Obrigatórias (Estrada e Corta Mato), ficando a faltar apenas as provas na sede do concelho. Como principal coordenador das convocatórias, em nome do grupo que pretendo unido, tenho a responsabilidade, porém, de confessar que nem tudo correu bem. Os adversários não têm culpa e a distração foi a perda de títulos. Não interessa nem se pretende apontar culpados: fomos todos! Que sirva de lição e motivo de alguma reflexão. O calendário é conhecido no princípio da época e é obrigação de todos nós acautelarmos a nossa prestação a favor da equipa nos momentos próprios; previamente definidos. A participação dos nossos atletas em compromissos federativos é ponto de honra para o ACV e, parece que há atletas que ainda não entenderam... A dispensa por motivos de força maior é... óbvia e respeitavel, mas nem todas foram assim!

Por ser sincero e tentar representar TODO o grupo, peço desculpa!

Classificações, AQUI

Fotos ACV, AQUI

 

Apuramento de Clubes Pista Coberta

 

Equipa Masculina em 28º lugar e Feminina em 22º Lugar

 

No passado fim de semana realizaram-se mais uns campeonats nacionais de clubes, fase de apuramento para decidir os clubes que iriam disputar as 1ª e 2ª diviões nacionais de pista coberta. Infelizmente as coisas acabaram por não correr da forma como mais desejariamos e aluta pelo apuramento para a 2ª divisão acabou por não se concretizar. Apesar de sentirmos que cada vez mais a nossa formação está a potenciar cada vez mais as nossas equipas séniores tornando-as mais fortes e com mais soluções, mas ainda não chega para uma competição de um só dia e deste género quando somos "assombrados" com alguns contratempos.

claudia e beatrizCarolina

 

A equipa feminina este ano partia com algumas aspirações do apuramento à 2ª divisão e acabou por não ficar muito longe, ou seja, em 22º quando o lugar pretendido era o 16º. Apesar de algumas classificações espetaculares como foi o 4º lugar de Bábara Mota (ainda juvenil de 1º ano) n salo com Vara e os 10º e 1º lugares de Sofia Gomes e Cláudia Freire, respetivamente nas velocidades. O que viria a ser determinante foi o facto de não conseguirmos pontuar nas provas de 3000m, 60m barreiras e Peso, sabendo que era dificil mas também que era possivel mas infelizmente não aconteceu e só podemos agradecer o esforço e emepnho de todos.

  

joão 2No plano teórico a equipa masculina, tal como o ano passado, tinha potencial para disputar o apuramento para a 2ª divisão (apesar da saida de uma peça importante como foi o Wilson Conniott) logo à partida sabias que não seria possivel visto as ausências de Bruno Gaspar na resistência, Kevin Santos, Tomás Marreiros e Bryan Rodrigues todos nos saltos e onde era um dos fortes da equipa, acábamos por somar 0 pontos. No entanto, todos se bateram dignamente e inclusiveente obtivemos algus resultados de relevo como foram os casos de Cristiano António 7º nos 5000m Marcha, de Tiago Pereira 9º no Peso e do Juvenil Lucas dias ao ser 11º nos 60m.

 

 

Resultados Apuramentos de clubes

Cláudia Freire

60

12º

8,14

Sofia Gomes

200

10º

26,95

Beatriz Duarte

400

16º

63,43

Carolina Matias

1500

24º

5.36,41

Deonilde Costa

3000

26º

11.46,97

Mariana Santos

60B0,84

22º

11,00

Mónica Mota

Comp.

22º

4,78

Bárbara Mota

Vara

3,00

Mariana Morgado

Triplo

25º

9,86

Mariana Morgado

Peso4kg

20º

7,58

Cátia Nogueira, Sofia Gomes, Cláudia Freire e Beatriz Duarte

4x400

12º

4.23,65

Coletivo

22º - 202,50ts (38)

Lucas Dias

60

11º

7,21

Rafael Gariso

200

25º

24,17

Pedro Freire

800

37º

2.17,25

Carlos Alves

1500

31º

4.36,79

Edi Moderno

3000

29º

9.43,90

Cristiano António

5000mx

22.16,26

João Silva

60B1,07 SEN

13º

8,98

Tiago Pereira

Peso 7,260kg

13,36

Nelson Ferreira, Rafael Gariso, Carlos Alves e João Mota

4x400

26º

3.48,71

Coletivo

28º - 163pts (44)

 

 

Campeonato Nacional de Juvenis Pista Coberta

 

Bárbara Mota Campeã Nacional no Salto com vara

João Silva Vice-Campeão nacional nos 60m Barreiras

Bárbra Mota Podio Nacional de Juvenis PC

 

O Atlético Clube de Vermoil teve uma participação de alto nível nestes campeonatos nacionais de juvenis em pista coberta, onde apresentamos somente 4 atletas com mínimos, mas todos eles com performances de grande qualidade.

Destaque óbvio para Bárbara Mota que se sagra campeã nacional de juvenis de pista coberta pela primeira vez (segundo os regulamentos o ano passado por ser iniciada não pôde participar), somando este título ao título do ano transato de ar livre. A marca obtida de 3.15m passa a ser novo recorde pessoal e distrital de Leiria e recordando que a atleta é ainda juvenil de primeiro ano. A Bárbara ainda participou na prova dos 60m planos conseguindo a proeza de atingir as meias-finais terminando em 12º lugar com a marca de 8,29s.

 

João Silva Podio Nacional de Juvenis PC

 

Outro atleta em destaque foi João Silva que terminou os 60m barreiras como vice-campeão nacional a somente 2 centésimos do 1º lugar. Este resultado vem premiar o esforço do atleta que após ter obtido dois 4º lugares no ano passado nos nacionais de juvenis (pista coberta e ar livre), não baixou os braços e lutou por este ano mostrar que merecia estar nas medalhas. A marca de 8,31 conseguida para a ser também novo recorde pessoal para o atleta. O jovem atleta participou ainda nas eliminatórias de 60m obtendo a marca de 7,40.

Os outros dois atletas participantes neste nacional de juvenis foram Lucas Dias e Mariana Santos obtendo participações de grande relevo. A atleta Lucas Dias calhou a fava do último lugar do pódio nos 60m planos, ao ser então 4º com a marca de 7,26 tendo ainda sido 7º classificado nos 200m com 23,20 que é a sua melhor marca da época. Quanto a Mariana Santos participou nas eliminatórias dos 60m realizando 8,53s que passa a ser o seu novo recorde pessoal e conseguiu ser apurada para a final dos 60m barreiras com 10,17s, no entanto um toque numa barreira na final fez com que tivesse de desistir.

Coletivamente somente com dois atletas em cada género Atlético Clube de Vermoil mesmo assim consegue ser o13º melhor clube em masculinos e 20º em femininos em cerca de 50 clubes que pontuaram e 100 participantes.

 

Campeonato Nacional de Estrada

DEONILDE no pódio...

..."Séniores" de circunstância fazem o que podem!

Decorreu na tarde deste sábado, em Lisboa, o 23º Campeonato Nacional de Estrada. 

O percurso - em plena avenida da Républica, entre a Churrasqueira do Campo Grande e o Saldanha (duas voltas) - mais parecia um carrocel... 9 (NOVE) rampas de tantos outros túneis e a muita humidade foram só dois dos aperitivos nesta competição.

Com partida e chegada na Alameda da Cidade Universitária cada um dos setecentos e muitos atletas tentaram, ainda assim, fazer o seu melhor. Houve para tudo: desistências às dezenas; lesionados por "atropelamento" por peões e falta de água para quem mais precisava - os últimos (o autor destas linhas, quando chegou, só ouviu a lamentação de quem recolhia o lixo: - "estamos a seco!". Recebi a última garrafa... de meio litro! Depois de mim, algumas centenas... sem água...). Claro que nesta coisa de juntar a prova competitiva com a "Lisboa a Mexer", era previsível que isto acontecesse... A FPA e a CM de Lisboa já se penitenciaram, pedindo desculpa.

lxcneO Atlético Clube de Vermoil, um dos quatro clubes de Leiria presentes neste campeonato, optou por levar à capital a equipa disponível mas toda ela (com exceção da Deonilde) inscrita como sénior, uma vez que a classificação coletiva de veteranos seria (como foi) pontuada de 10 a 1, por escalões. Estávamos, à partida, limitados à prestação coletiva dos nossos atletas pontuados pela forma tradicional (primeiros 4). Ainda por cima com o nosso melhor atleta (Chonka) excluído dessa contagem...

Nestas condições, cabia a cada um de nós honrar o clube com a melhor prestação individual possível. Foi o que cada um fez... e bem!

SERGIY CHONKA foi 134º com 36:25; PEDRO FERREIRA, 163º com 38:33; AQUILINO FERREIRA, 169º com 38:49; PEDRO FREIRE, 186º com 39:38 e já depois dos 40', "JOSÉ SANTOS", 193º com 40:44 e EUGÉNIO MENDES, 211º (ainfa ficou 1 sénior atrás de mim!) com 49:45. Nos juniores NUNO MENDES (juvenil em substituição) foi 51º com 1:04:56.

A DEONILDE COSTA, esta sim, no seu "habitat", foi 3ª classificada em F40, com 44:51.

O campeonato foi ganho por Rui Silva do SCP e Dulce Félix do SLB, tendo esta equipa vencido coletivamente nos dois setores. Em veteranos masculinos venceu o CA de S. João da Madeira com 44 pontos: uma vitória, dois segundos e dois terceiros lugares.

Completaram a comitiva do ACV, que saiu de Vermoil pelas 11 da manhã, a "fotógrafa" ISABEL PATACO e o presidente SÉRGIO SILVA. Um agradecimento especial ao MIGUEL FERNANDES pela (boa) companhia e ajuda. Obrigado!

Classificações, AQUI

Fotos ACV. AQUI

 

 

Convivio de Bejamins AC Vermoil

Convivio de Benjamins - Cópia

 

 

Neste domingo dia 7 de Fevereiro teve lugar na Expocentro de Pombal o 2º Convivio de Benjamins A e B - ACV, podemos contar com a participação de quatro equipas do distrito. Os atletas tiveram seis provas distintas, com especial destaque para os 40mts, Salto em Comprimento e Estafeta 6x200mts.

 
O pódio foi atribuido às equipas que mais pontos conseguiram, esta classificação final foi dada pela soma dos pontos das provas individuais e colectivas. A equipa que mais pontuou no total do convivio foi a equipa do Atlético Clube da Batalha (256 pontos), seguido pelo Atlético Clube de Vermoil (194 pontos) e a Juventude Vidigalense (192 pontos). Parabéns a todas as equipas presentes e um obrigado pela participação!
 

Taça de Portugal Velocidade e Barreira

Atlético Clube Vermoil em 5º Lugar Feminino

ATLECTICO-DE-VERMOIL

 

O Atlético Clube de Vermoil fez-se representar na taça de Portugal de velocidade e barreiras com 4 atletas, sendo 3 femininos e 1 masculino. As meninas estiveram em bom plano coletivamente ao serem 5ª classificadas a nível nacional com 2554pts, somente ultrapassadas pelas grandes potências do atletismo como é o caso de Benfica, Sporting, Juventude Vidigalense e Seia, excluindo as equipas "B" de Sporting e Benfinca que não se contabilizam. Para este feito coletivo contribuíram as performances de Beatriz Duarte nos 400m com 64,15 e o 21º lugar, Cláudia Freire nos 60m com 8,20 e o 17º lugar e Sofia Gomes também nos 60m com 8,23 e o 20º lugar.   

Em masculinos o único representante foi Rafael Gariso que também se estreia em competições nacionais, tendo realizado os 60m e registando uma marcada de 7,52.

 

Campeonato Distrital de Juniores Pista Coberta

 

Atlético Clube de Vermoil vice-campeão masculino e feminino

6 Campeões distritais e mais 8 pódios dividuais

No fim-de-semana 16 e 17 de Janeiro, realizara-se os campeonatos distritais de juniores em pista coberta, provas que se desenrolaram em Pombal na Expocentro.

Femininos

barbara

Destaque para as vitórias de Bárbara Mota, que sendo juvenil de 1º no venceu o salto com vara com um novo recorde pessoal de 3,05m e para a estafeta 4x200m constituída por Mariana Santos, Beatriz Duarte, Bárbara Mota e Sofia Gomes que venceu com o tempo de 1.52,6. 

As meninas conquistaram ainda mais 5 pódios através de Beatriz Duarte que se sagrou vice-campeã distrital nos 400m com 63,54, Cláudia Freire com os 3º lugares nos 60m (8,19) e 200m (recorde pessoal de 27,43), Mariana Santos 3ª nos 60m Barreiras (11,18) e Sofia Gomes também 3ª nos 400m com 65,70.

bea e mariana trasmissão

Masculinos

lucas e joão podioDestaque para as vitórias do ainda juvenil Lucas Dias nos 60m com recorde pessoal de 7,22 e nos 200m com 23.48, de Tomás Marreiros que venceu o salto com Vara com novo recorde pessoal de pista coberta de 4,30m e da estafeta 4x200 constituída por Rafael Gariso, Tomás Marreiros, João Silva e Lucas Dias com o tempo de 1.34,78.

Outros resultados de relevo foram conquistados pelo também juvenil João Silva ao ser 2º nos 60m Barreiras com 8,96 e 3º nos 60m com 7.36 e por João Mota ao ser 3º os 60m barreiras com 10,16.

tomás vara

 

Outros atletas que apesar de não terem ido ao pódio mas que se destacaram foi Rafael Gariso com 7,44 nos 60m e que é recorde pessoa e mínimos para a taça de Portugal e velocidade e Barreiras, Hugo Cordeiro que sendo juvenil foi 5º no peso com 9,70m e Mónica Mota ao ser 4ª no salto com Vara.

 
  • Valsteam
  • Crédito Agrícola
  • Auto Mecânica da Confraria
  • Artebel
  • Parceiros Media
  • image
Hosting: Ilimitada Hosting Chile VPS